Prefeitura homenageia Empresas Destaques em Rio Negro

Evento fez parte da Sessão Solene da Câmara de Vereadores

O que faz o município atender as demandas da saúde, educação e manter sua estrutura são os impostos que são arrecadados de forma direta ou indireta. O setor produtivo da indústria, comércio e prestação de serviços são segmentos importantes para a arrecadação de impostos, por isso tradicionalmente, anualmente, na sessão solene da Câmara de Vereadores são homenageados os maiores contribuintes de ICMS e ISS, este ano realizada nessa semana no Clube Rionegrense.

Com base no ano de 2016 foram homenageadas as seguintes empresas que compareceram para receber as placas comemorativas em ordem de classificação do valor recolhido, sendo:

Retorno ICMS:

1º) Souza Cruz;

2º) Madem;

3º) Embalplan;

4º) Vidraçaria Linde;

6º) AGM;

7º) Primaz Frigorífico;

8º) MIG Supermercados;

9º) BIG SAFRA;

11º) Bauminas;

12º) Nortefios;

13º) ABI BELEM;

16º) Metalúrgica Zenker;

17º) Universal Leaf Tabacos;

18º) Agropedrinho;

Recolhimento do ISS:

1º) Autopista/Arteris;

2º) São Francisco Resgate;

3º) Souza Cruz S/A;

4º) Maurer Montagem e Manutenção;

5º) Caixa Econômica Federal;

6º) Madem S/A;

7º) Banco do Brasil;

9º) Riolab Analises Clínicas.

Para o prefeito Milton Paizani, o crescimento do setor privado tem propiciado um bom desenvolvimento para o município. “Entre 2013 e 2016 nosso orçamento cresceu 55,7%, contra uma inflação de 32% no mesmo período, o que retrata a realidade de desenvolvimento de Rio Negro nos últimos anos”, disse Paizani.

Share Button
Please follow and like us:

Hits: 5

Condor realiza “Dia Explosivo” com super saldão de celulares

Nesta quarta-feira, dia 15 de novembro, feriado da Proclamação da República, as lojas do Condor Super Center (exceto a loja de Apucarana, que funcionará em horário normal) estarão abertas, excepcionalmente, a partir das 7h da manhã para a ação “Dia Explosivo Condor”, que além de oferecer promoções imperdíveis em todos os departamentos, também vai disponibilizar ofertas exclusivas para os clientes do Clube Condor. Outra novidade desta edição é a promoção “Ganha, Ganha é no Condor”, que traz diversos celulares a preços promocionais, com condições especiais de pagamento. O cliente poderá escolher por obter o produto à vista, aproveitando um superdesconto, ou então ter a primeira parcela paga pelo Condor se optar parcelar em 1+14x fixas no cartão Condor. Essa última condição é válida apenas para produtos acima de R$ 300,00 e se estende aos demais produtos de eletro.

A rede também oferece um parcelamento diferenciado no cartão Condor: até 3x sem juros para compras de produtos de mercearia, bebidas, congelados, higiene e limpeza; até 10x sem juros para bazar, produtos automotivos, produtos de pet shop e têxtil.

Clube Condor

Lançado recentemente para comemorar os 43 anos da rede, o Clube Condor é exclusivo para pessoas físicas. A participação no clube é gratuita e, para aderir, basta realizar um cadastro em qualquer uma das 44 lojas da rede no totem localizado na entrada da área de vendas ou nos estandes de atendimento dos Cartões Condor. A adesão também pode ser feita pelo site www.clubecondor.com.

Após o cadastro, o cliente Clube Condor já poderá usufruir das ofertas exclusivas. Para isso, basta informar seu CPF ao operador de caixa antes de iniciar a passagem das suas compras pelo checkout. Caso o cliente ainda não tenha efetuado previamente o cadastro, pode solicitar um pré-cadastro ao operador informando apenas seus números de CPF e celular válido e já aproveita as ofertas no mesmo instante. Mas neste caso, será necessário concluir o cadastro em até 60 dias nos meios disponibilizados, do contrário perde direito ao benefício.

O endereço de todas as lojas da rede, bem como algumas ofertas especiais desta edição do “Dia Explosivo Condor”, podem ser consultados em www.condor.com.br no dia da ação.

 

Divulgação: WBC  COMUNICAÇÃO

E-mail: wbc.ai@terra.com.br 

Luciana Gavloski:   4 991326135

Veronica Gavloski:  41 991426135

WBC: 41 32470569

Share Button
Please follow and like us:

Hits: 10

Tenenteano é 3° Lugar Geral em Curitiba

No último Sábado, 11 de Novembro, o tenenteano Gilson Roberto Rodrigues esteve em Curitiba-Pr, onde participou da 118° corrida da Lua Cheia, uma prova noturna que acontece todos os meses durante a lua cheia, o lugar da corrida é muito bonito, o Parque Tingui, um dos cartões postais da cidade de Curitiba.

Gilson subiu ao pódio levando a bandeira do município e recebeu o troféu de 3° Lugar Geral, depois de percorrer 8,6 km em 31 minutos e 20 segundos, com velocidade média de 16 km/h.

O atleta está liderando o ranking geral e na categoria, faltando apenas uma prova para finalizar o circuito, e agradece a torcida tenenteana que o incentiva a continuar representando o atletismo tenenteano, além do patrocínio da Academia Attitude Corporal, Perfil Modas, e o apoio de amigos e familiares.

Share Button
Please follow and like us:

Hits: 6

Cultivo de grãos e pastagem intensificado em Santa Catarina

Novembro 2017 – Foi renovado nesta quinta-feira, 9 de novembro, na sede da Secretaria de Agricultura e Pesca, em Florianópolis, o Programa Milho, Feijão e Pastagens após a colheita do tabaco para o Estado de Santa Catarina. O programa incentiva a diversificação e a otimização no aproveitamento dos recursos das propriedades rurais e terá continuidade também no Rio Grande do Sul e no Paraná.

Conduzida pelo Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco), a ação reúne a estrutura de campo das empresas associadas e das entidades apoiadoras para divulgar as vantagens do plantio da safrinha e incentivar a prática de diversificação da propriedade. São parceiros o governo dos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, além da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), e das Federações da Agricultura e dos Trabalhadores na Agricultura dos três Estados. No Rio Grande do Sul também participam do convênio a Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária (Fepagro), a Associação Gaúcha de Avicultura (ASGAV) e o Sindicato da Indústria de Produtos Suínos (SIPS). Já no Paraná, o Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) é parceiro da iniciativa do setor do tabaco.

Participaram da assinatura o presidente do SindiTabaco, Iro Schünke; o secretário de Agricultura, Moacir Sopelsa; o secretário adjunto, Airton Spies; Benício Albano Werner, presidente da Afubra; José Walter Dresch, presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Santa Catariana (Fetaesc); Gilmar Antônio Zanluchi, superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e representante da Federação da Agricultura do Estado de Santa Catarina (Faesc).

RESULTADOS – Na safrinha de 2017, o cultivo após a colheita do tabaco rendeu aos produtores R$ 415 milhões em milho, R$ 128 milhões em feijão e R$ 57 milhões em soja. Além dos rendimentos, o plantio após a colheita do tabaco reduz os custos de produção dos grãos e pastagens, pois ocorre o aproveitamento residual dos fertilizantes aplicados. Consequentemente, pode haver redução de custo na produção de proteína (carne, leite e ovos). Outros benefícios são a proteção do solo contra a erosão e a interrupção do ciclo de proliferação de pragas e ervas daninhas.

 

** Foto: Divulgação

 

 

 

megaphone
Contato com a imprensa
MSLGROUP Andreoli
Camila Holgado – camila.holgado@mslgroup.com – (11) 3169-9322
Eliana Stülp Kroth – eliana.stulp@mslgroup.com – (51) 3713-1777 / (51) 99667-7405
Renato Fugulin – renato.fugulin@mslgroup.com – (11) 3169-9318
www.mslgroupandreoli.com.br
Share Button
Please follow and like us:

Hits: 7

Nova lei trabalhista entra em vigor no sábado; veja as principais mudanças

Há alterações em pontos como férias, jornada de trabalho, remuneração e plano de carreira. Mudanças valerão para todos os contratos de trabalho vigentes, tanto antigos como novos.

As novas regras valerão para todos os contratos de trabalho vigentes, tanto antigos como novos, segundo o Ministério do Trabalho.As alterações mexem em pontos como férias, jornada, remuneração e plano de carreira, além de implantar e regulamentar novas modalidades de trabalho, como o home office (trabalho remoto) e o trabalho intermitente (por período trabalhado).

O projeto engloba ainda mudanças nos processos trabalhistas e no papel dos sindicatos, tornando mais rigoroso o questionamento de direitos trabalhistas na Justiça e retirando a obrigatoriedade de pagar a contribuição sindical.

A nova lei não altera, no entanto, questões relacionadas ao salário mínimo, 13º salário, seguro-desemprego, benefícios previdenciários, licença-maternidade e normas relativas à segurança e saúde do trabalhador.

Alguns pontos da nova lei poderão ser colocados em prática imediatamente, a partir deste sábado. Um deles é que o período que o empregado gasta no trajeto de casa até o trabalho em transporte oferecido pela empresa, que não será mais computado na jornada.

Outras mudanças previstas precisarão ser negociadas entre trabalhadores e empresas, seja individualmente ou por meio dos sindicatos, como férias e banco de horas.

A nova legislação não vale para contratos que não são regidos pela CLT e têm contratação à parte que, segundo o Ministério do Trabalho, são específicos e cerca de 1% do total, como os servidores públicos e autônomos.

Veja abaixo os principais pontos da CLT que mudarão com a nova lei:

Acordo coletivo

Convenções e acordos coletivos prevalecerão sobre a legislação em pontos como jornada de trabalho, intervalo, plano de carreira, home office, licença maternidade e paternidade, trabalho intermitente e remuneração por produtividade.

Férias

Trabalhador de qualquer idade poderá tirar até três férias por ano, desde que um dos períodos seja maior que 14 dias e os outros dois tenham, no mínimo, 5 dias cada um. As férias não poderão mais começar nos dois dias que antecedem um feriado ou nos dias de descanso semanal, geralmente aos sábados e domingos.

Contribuição sindical

O pagamento da contribuição sindical, que equivale a um dia de trabalho, não será mais obrigatório. O desconto dessa contribuição se dava no salário de março e era paga em abril.

Homologação

A homologação da rescisão de contrato de trabalho poderá ser feita na empresa, acabando com a obrigatoriedade de ocorrer nos sindicatos ou nas Superintendências Regionais do Trabalho.

Jornada 12×36

Será permitida a jornada em um único dia de até 12 horas, seguida de descanso de 36 horas, para todas as categorias, desde que haja acordo entre o empregador e o funcionário.

Jornada parcial

Os contratos de trabalho poderão prever jornada de até 30 horas semanais, sem possibilidade de horas extras, ou até 26 horas, com até 6 horas extras, pagas com acréscimo de 50%.

Intervalo

O intervalo dentro da jornada de trabalho poderá ser negociado, desde que tenha pelo menos 30 minutos em jornadas superiores a 6 horas.

Banco de horas

A compensação das horas extras em outro dia de trabalho ou por meio de folgas poderá ser negociada entre empresa e empregado, desde que ocorra no período máximo de seis meses. O empregador que deixar de dar as folgas no prazo terá de pagar as horas extras, com acréscimo de 50%.

Higiene e troca de uniforme

A empresa não precisará mais computar dentro da jornada as atividades de descanso, lanche, interação com colegas, higiene pessoal, troca de uniforme, tempo gasto no trajeto ou período que o empregado buscar proteção na empresa em caso de enchentes ou violência nas ruas, por exemplo.

Trabalho intermitente

A nova lei prevê o trabalho intermitente, que é pago por período trabalhado. Quem trabalhar nessas condições terá férias, FGTS, previdência e 13º salário proporcionais. O trabalhador receberá o chamado salário-hora, que não poderá ser inferior ao mínimo nem ao dos profissionais que exerçam a mesma função na empresa.

Home office

No home office ou teletrabalho, não haverá controle de jornada, e a remuneração será por tarefa. No contrato de trabalho deverão constar as atividades desempenhadas, regras para equipamentos e responsabilidades pelas despesas. O comparecimento às dependências do empregador para a realização de atividades especificas não descaracteriza o home office.

Demissão consensual

Haverá a possibilidade de acordo na rescisão de contrato, com pagamento de metade do aviso prévio e da multa de 40% sobre o FGTS. O empregado poderá ainda movimentar até 80% do valor depositado na conta do FGTS. No entanto, não terá direito ao seguro-desemprego.

Gorjetas e comissões

Comissões, gratificações, percentagens, gorjetas, prêmios, ajuda de custo como auxílio-alimentação, diárias para viagem e abonos não precisam mais integrar os salários e, consequentemente, não incidirão sobre o cálculo dos encargos trabalhistas e previdenciários, como FGTS e INSS.

Remuneração por produtividade

O pagamento do piso ou salário mínimo não será obrigatório na remuneração por produtividade, e trabalhadores e empresas poderão negociar todas as formas de remuneração que não precisam fazer parte do salário.

Plano de carreira

O plano de carreira poderá ser negociado entre patrões e funcionários sem necessidade de homologação nem registro em contrato, podendo ser mudado constantemente, mas somente para quem recebe salário mensal igual ou superior a duas vezes o limite máximo dos benefícios do INSS (R$ 11.062,62).

O recurso da arbitragem poderá ser usado para solucionar conflitos entre os empregadores e os funcionários que recebem esse valor. Já para quem ganha menos que R$ 11.062,62, o plano de cargos e salários continuará a ser negociado por meio dos sindicatos.

Equiparação salarial

A equiparação salarial poderá ser pedida quando trabalho é prestado para o mesmo estabelecimento, ou seja, empregados que exercem a mesma função mas recebem salários diferentes não poderão pedir a equiparação quando trabalharem em empresas diferentes dentro do mesmo grupo econômico. Não haverá ainda possibilidade de fazer o pedido argumentando que um colega conseguiu a equiparação via judicial.

Ações na Justiça

O trabalhador que faltar a audiências ou perder ação na Justiça terá de pagar custas processuais e honorários da parte contrária. Haverá multa e pagamento de indenização se o juiz entender que ele agiu de má-fé. No caso de ações por danos morais, a indenização por ofensas graves cometidas pelo empregador deverá ser de no máximo 50 vezes o último salário contratual do trabalhador. Será obrigatório ainda especificar os valores pedidos nas ações na petição inicial.

Termo de quitação

Será facultado a empregados e empregadores firmar o chamado termo de quitação anual de obrigações trabalhistas perante o sindicato da categoria. No termo serão discriminadas as obrigações cumpridas mensalmente tanto pelo empregado quanto pelo empregador.

Caso o empregado queira questionar algo na Justiça depois, terá de provar as irregularidades alegadas na ação, com documentos e testemunhas.

Terceirização

Haverá uma quarentena de 18 meses que impede que a empresa demita o trabalhador efetivo para recontratá-lo como terceirizado. O terceirizado deverá ter as mesmas condições de trabalho dos funcionários da empresa-mãe, como atendimento em ambulatório, alimentação em refeitório, segurança, transporte, capacitação e qualidade de equipamentos.

Autônomos

A nova lei prevê que as empresas poderão contratar autônomos e, ainda que haja relação de exclusividade e continuidade, não será considerado vínculo empregatício.

Gestantes

As gestantes e lactantes poderão trabalhar em atividades de grau mínimo e médio de insalubridade, a não ser que apresentem atestado emitido por médico de confiança que recomende o afastamento delas durante a gestação ou lactação.

Validade das normas coletivas

Os sindicatos e as empresas poderão definir os prazos de validade dos acordos e convenções coletivas, bem como a manutenção ou não dos direitos ali previstos quando expirados os períodos de vigência. E, em caso de expiração da validade, novas negociações terão de ser feitas, pois o que havia sido estabelecido em convenções ou acordos perde a validade imediatamente.

Plano de Demissão Voluntária

O trabalhador que aderir ao plano de demissão voluntária (PDV) dará quitação plena e irrevogável dos direitos referentes à relação empregatícia, ou seja, não poderá pedir na Justiça do Trabalho os possíveis direitos que perceba depois que foram violados.

Fonte: G1

Share Button
Please follow and like us:

Hits: 1