Novos investimentos em Campo do Tenente

Frank Compensados busca ampliação nas exportações

Em visita ao Prefeito Jorge Quege, representantes da empresa Frank Compensados e o Cônsul Geral do Senegal Ozeil Moura dos Santos apresentaram o plano de expansão da empresa visando a exportação de produtos para o continente africano.

A Frank produz uma grande linha de compensados para indústria de construção civil, indústria naval, moveleira entre outras no Brasil e no mercado internacional. Atuando através de representantes em todos os estados brasileiros e regiões do mundo.

Atualmente localizada em uma área de 74.000 m2 (sendo 6.000 m2 de área construída) em Campo do Tenente no estado do Paraná, operando com uma sólida estrutura de produção, atendimento comercial, logística e pós-venda.

Com a parceria comercial internacional, a empresa pretende dobrar sua produção passando a processar mais de dois mil metros cúbicos de madeira por mês destinados à exportação, para isso são necessárias ampliações na estrutura física e aumento do quadro funcional.

O cônsul-geral honorário do Senegal, Ozeil Moura dos Santos, recentemente foi homenageado pelo Sistema Fecomércio, com o troféu “Guerreiro do Comércio”, por sua postura francamente favorável à atração de novos empresas para o Estado do Paraná. Ozeil foi o responsável por trazer ao Paraná 30 Embaixadores Africanos, em parceria com o Sistema Fecomércio, abrindo inúmeras possibilidades de intercâmbio comercial, de serviços, turismo, transferência de tecnologia e cultura com 53 países – agora com 54, incluindo o novo Sudão do Sul – que compõem este continente de mais de 1 bilhão de pessoas.

Para o Prefeito Jorge Quege, mesmo o cenário econômico atual que o pais atravessa, Campo do Tenente destaca-se na busca novos empreendimentos e desperta o interesse de diversas empresas, além de fortalecer as já instaladas no município. “Este momento é muito importante para a Franke, pois exportando para fora do país, aumenta o número de empregos e proporciona um crescimento no município, por isso é tão importante nosso apoio”.

Share Button

Hits: 15

Derrubada do veto à lei que muda ISS aumentará receitas das prefeituras do Paraná em R$ 344 milhões

Os 399 municípios do Paraná terão um ganho de receita anual estimado em R$ 344 milhões caso o Congresso Nacional derrube o veto da Presidência da República que redistribui o ISS (Imposto sobre Serviços) de maneira mais justa entre as prefeituras. A estimativa é do Departamento de Estudos Técnicos da CNM (Confederação Nacional dos Municípios), que fez o levantamento a pedido da AMP (Associação dos Municípios do Paraná). Veja, no arquivo anexo, os valores que poderão ser recebidos pelos municípios, caso o veto seja derrubado.

No modelo atual de distribuição, 63% da arrecadação do imposto fica concentrada em 35 municípios. A soma dos 50% que arrecadam menos (cerca de duas mil cidades) não chega a 1% do total. Boa parte deste problema pode ser enfrentado com a mudança da tributação onde se localiza o usuário final da operação e não na origem (onde ocorrem a análise do cadastro, o deferimento e o controle do financiamento). Esta mesma sistemática ocorre com o ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias). Esta é, inclusive, a tendência entre os sistemas tributários de outros países do mundo.

Atuação das entidades

O texto que garantia a redistribuição do ISS foi vetado pelo presidente Michel Temer em 30 de dezembro de 2017. Com isto, as prefeituras deixaram de redistribuir um valor de mais de R$ 6 bilhões de reais. Desde então, a CNM, a AMP e as demais organizações municipalistas atuam junto aos parlamentares para a derrubada do Veto 52 para garantir a redistribuição do ISS de cartões de crédito e débito, leasing e planos de saúde

O presidente da AMP, segundo vice-presidente da CNM e prefeito de Assis Chateubriand, Marcel Micheletto, espera que os parlamentares comprometidos com o municipalismo derrubem o veto para garantir mais recursos às prefeituras.  \”A proposta que defendemos vai melhorar a distribuição do ISS entre os municípios. Se os consumidores vivem e pagam impostos nos municípios, é justo que os recursos arrecadados fiquem na cidade onde foi executado o serviço\”, comenta.

Micheletto esclarece ainda que a evolução nas regras do ISS não consiste em disputa entre grandes e pequenos municípios. \”Ao contrário, o que se quer é uma ampla moralização e racionalização da cobrança através do combate a paraísos fiscais, como fica claro nas posturas das maiores cidades do país. A prefeitura de São Paulo, por exemplo, tenta instituir um cadastro para evitar que empresas atuantes na cidade se estabeleçam em sedes fictícias localizadas em cidades vizinhas, paraísos do ISS\”, diz.

Assessoria de Comunicação da AMP

Aurélio Munhoz. Reg.Mtb: 2.635/PR

Telefones: 41-3223-5733 e 41-99544-0404

Share Button

Hits: 12

Matéria_RIO NEGRO ENTRE AS DEZ CIDADES DO PARANÁ QUE MAIS GERARAM EMPREGO NO INÍCIO DO ANO

Segundo o IPARDES – Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social, o Paraná tem 10 cidades entre as que mais geraram empregos formais no país no primeiro quadrimestre. E para a grata surpresa Rio Negro encontra-se entre essas dez, na seguinte ordem  Maringá, Cascavel, São José dos Pinhais, Pato Branco, Curitiba, Capanema, Palotina, Rio Negro, Medianeira e Telêmaco Borba.

Rio Negro consegue esse destaque principalmente pelas contratações da empresa Souza Cruz que recebe a safra de fumo. Esse assunto foi destaque em toda a imprensa paranaense esta semana, como o Bem Paraná, Gazeta do Povo e outros.

Para o prefeito Milton Paizani, num momento de crise que o país contabiliza mais de 14 milhões de desempregados, Rio Negro consegue contribuir para diminuir este drama com resultado positivo de emprego, o que nos enche de esperança que a crise está sendo combatida e que voltaremos a crescer e gerar novos empregos para nosso povo no futuro.

Share Button

Hits: 11

Cadastro de Agentes Culturais de Rio Negro

A Prefeitura Municipal de Rio Negro, através da Secretaria de Cultura e Turismo, está atualizando o Cadastro de Agentes Culturais – artistas nas áreas de Música, Teatro, Dança, Grupos Folclóricos, Artes Visuais e Circo, que tenham interesse em realizar apresentações nos eventos culturais do município.

Para isso, solicita aos interessados que compareçam a Secretaria de Cultura e Turismo – anexa a Prefeitura Municipal de Rio Negro, até o dia 31 de maio, para preenchimento do Cadastro. É necessário residência em Rio Negro. Para se cadastrar é preciso apenas um representante, que apresente documento de identidade, CPF, comprovante de residência, número do PIS e dados bancários em seu nome. Aqueles que já possuem o Cadastro devem comparecer a Secretaria de Cultura e Turismo para atualização de dados e confirmar a participação no mesmo.

A Secretaria de Cultura e Turismo reitera que é muito importante que os artistas/bandas/grupos efetuem o cadastro. Os inscritos serão apresentados e submetidos a aprovação do Conselho de Políticas Culturais de Rio Negro. Só poderão realizar apresentações em eventos da Secretaria de Cultura e Turismo aqueles que estiverem devidamente inscritos no Cadastro de Agentes Culturais.

Mais informações pelo telefone (47) 3643-7664. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h. Venha se cadastrar! É a hora de você mostrar seu talento!

Share Button

Hits: 10

PREFEITURA DE RIO NEGRO TEVE AS CONTAS DE 2013 APROVADAS POR UNANIMIDADE PELO TRIBUNAL DE CONTAS

Em decisão publicada a 17 de maio último, o Tribunal de Contas do Paraná aprovou por unanimidade, as contas do município de Rio Negro referentes ao ano de 2013. O processo foi relatado pelo Conselheiro Fernando Augusto Mello Guimarães que teve seu voto acompanhado pelos demais conselheiros.

Essa posição pela aprovação das contas do exercício de 2013 do município de Rio Negro já era da Diretoria de Contas Municipais e do próprio Ministério Público de Contas. O prefeito Milton Paizani relatou que os setores técnicos da prefeitura tiveram algumas dificuldades para apresentação e envio dos dados ao Tribunal de Contas, pelas mudanças implementadas em 2012, mas o importante que na análise das contas estas tiveram criteriosa análise e receberam aprovação pela Corte de Contas.

As contas deverão ser julgadas ainda pela Câmara de Vereadores de Rio Negro com a recomendação do Tribunal de Contas de que podem ser aprovadas.

Share Button

Hits: 9